(21)99125-6012

1920 - Palco de tensões, conflitos e de mobilização social dos lavradores
Nos anos de 1920, a fim de aumentar a capital da empresa, a diretoria The Brazil Syndicate pensava em construir um "novo centro de habitações e moradias" em vez de continuar alugando sítios para pequenos lavradores. Os diretores tinham em vista a valorização dos terrenos vizinhos gerados pela construção do novo quartel e os meios e comunicação quase terminados (BRASIL, 1922).
Terraplanagem na Escola de Aviação, início dos anos 20 (Fonte: MUSAL/VIANA, 2010).
Por algum motivo, a proposta de construir o núcleo residencial no campo agrícola Fazenda dos Afonsos não se concretizou. 
De certo, a região vivia um momento conturbado por causa do movimento tenentista de julho de 1922. 
A empresa The Brazil Syndicate continuou alugando os sítios na região aos pequenos lavradores por mais alguns anos. Em 1928, houve fusão entre a empresa e a Companhia Suburbana de Terrenos e Construções, do setor habitacional.


         Fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Distrito_Federal_(Brasil)_-_1922.jpg

A Fazenda dos Afonsos era palco de tensões, conflitos e de mobilização social dos lavradores. 
Apesar de festa, espaço para fé, os roceiros da Fazenda dos Afonsos tinha conflitos sérios para resolver. 
A Noite, 18/12/1922.
Nessa época, a “União Beneficente dos lavradores da Fazenda dos Affonsos” buscava oferecer “a seus associados não só todo o conforto moral e material como também prestar todo o auxílio jurídico necessário à defesa e proteção de seus direitos junto à companhia locadora”.
TRECHO DO ESTATUTO DA UNIÃO BENEFICENTE DOS LAVRADORES DA FAZENDA DOS AFONSOS. Fonte: Diário Oficial Pg. 89. Seção 1. DOU de 31/05/1929. http://www.jusbrasil.com.br/diarios/1975320/dou-secao-1-31-05-1929-pg-89/pdfView.

Em dezembro de 1923, bandidos arrombaram a casa com golpes de machadinha e espancaram o lavrador Rodrigo José Gomes. Os agressores foram presos (O PAIZ, 22/12/1923, p. 7).


Não se sabe o real motivo, mas na manhã de 16/9/1929 um morador chamado Marcelino Ventura, empregado de um sítio na Fazenda dos Afonsos, foi encontrado morto na Estrada da Invernada dos Afonsos, em frente ao nº 785. 

Antonio Affonso, patrão do morto, e Isaías Soares de Macedo, companheiro de quarto de Antonio, eram suspeitos (O PAIZ, 16 e 17/09/1929, p. 10).


Transporte e infraestrutura de circulação
Hangares da Aeronáutica e a Est. Intendente de Magalhães (antiga Est. Real e atual Av. Mal Fontenelle) cortando o lugar Fazenda dos Afonsos, por volta de 1910 (Fonte: VIANA, Claudius G.A, 2010, p. 114).


Na paisagem dos Afonsos circulava o bonde de tração animal, fazendo a linha Fazenda dos Afonsos-Marechal Hermes. 
Bonde sobre trilho por tração animal, pessoas se deslocando a pé na Estrada Invernada dos Afonsos e ao fundo parte do Maciço da Pedra Branca onde fica o Morro da Pedreira, em 1920. Fonte:  CAMPOS, Fabio Soares. 
Nessa época, os carros de tração animal dividiam espaço com os poucos carros motorizados na Estrada Intendente Magalhães que tinha as calçadas estreitas de terra batida, acompanhada de vegetação (detalhes retirados de fotos de Augusto Malta, protegidas por direitos autorais).

0 comentários:

Postar um comentário